Image Map

06 agosto 2013

Ah, o amor [...]
































 Ouvi dizer que o amor acontece só uma vez em toda a vida, costumavam me contar que as pernas bambeavam e que os olhos eram de um brilho intenso, que o sorriso ia de uma orelha a outra, que o coração acelerava, as mãos soavam sem párar e que o desejo de amar prevalecia sobre todos os outros. O vício de amar, o desejo por cuidados, a vontade de carinho. Sentir na brisa um perfume que não parece estranho, olhar ao alto e ver a lua brilhando te fazendo pensar em somente um alguém, suspirar ao lembrar do beijo interrompido por palavras doces, olhar e não ver ninguém além dele, em todo lugar, a todo instante. O dia amanhece e o dia se encerra e um único pensamento rondou o seu pensamento por todo esse tempo: Ele. Também me contaram que quanto mais amor se dá, mais amor se tem, o amor verdadeiro é duradouro e deixa em seu coração uma marca inesquecível, aquela marca que você não quer que se apague nunca e aí para que essa marca não fique manchada seu coração será bem tratado e bem cuidado todos os dias pelo dono. Mas de tanto ouvir e ouvir, quis sentir... O amor está dentro de mim, mais presente do que nunca mas agora eu não consigo explicar o quão forte é esse sentimento e o quanto ele se faz presente em mim.  Ah, o amor, nunca se entende, até que se sente […]



Só para garantir 0

Nenhum comentário:

Postar um comentário