Image Map

21 agosto 2014

Resenha: Todo dia - Por David Levithan


Autor: David Levithan 
Editora: Galera Record
Número de páginas: 277
Avaliação: 4 estrelas 

Há um tempo eu tentei começar esse livro mas desisti no primeiro capítulo, por acaso logo que acabei a minha última leitura eu quis tentar de novo e consegui terminar, o que é um ótimo sinal porque eu consegui me envolver na história. 

O livro vai contar a história do A, todos os dias ele acorda em um corpo diferente, desde que ele nasceu foi assim e ele só acorda em corpos de pessoas que tem a mesma idade que ele, ele já se acostumou com isso e já tem algumas regras que criou para si, alguns limites de até onde pode ir para não interferir tanto na vida de quem ele habita, e outras coisas do tipo. Mas tudo muda quando A acorda no corpo de Justin e conhece a namorada dele, Rhiannon e ele não aceita muito como as coisas acontecem no relacionamento e nesse dia esquece das regras que criou para si, ele quer dar a ela um dia tão feliz que ela jamais teve. 

O problema vem depois, o dia acaba e o próximo dia vem com A acordando em um corpo diferente, mas ele quer voltar, ele quer poder estar com ela novamente, ele quer isso todos os dias, ela é a pessoa com quem ele quer estar a todo momento, mas como? A partir desse momento A quer viver em função de Rhiannon, mas tem que manter o controle para não passar dos limites e mudar muito das vidas em que habita. 

"Acho que eu teria continuado invisível, se eu não a tivesse conhecido." Página 62

Eles vão ter que lutar com eles mesmos e com o que acabam por sentir para pensar uma forma de levar tudo isso para frente, até porque A nunca vai poder estar com a família dela ou os amigos, ele nunca vai poder decidir onde vai acordar e as circunstâncias que vai enfrentar, mas ele a ama e quer enfrentar qualquer coisa por ela. 

Esse livro me ensinou muito sobre o amor mesmo, o amor que só pensa na felicidade do outro, o final me emocionou muito, me surpreendeu demais porque eu não esperava de jeito nenhum que a história se finalizaria daquela forma. Os personagens são ótimos, meio confusos em diversos momentos mas quem não seria na mesma situação, certo? Eu gostei muito dos dois, da união deles, da forma como eles se entendiam, da forma como eles desejavam que desse certo e do amor totalmente verdadeiro que eles sentiam.

"Queria que o amor conquistasse tudo. Mas o amor não conquista tudo. Ele não pode fazer nada sozinho. Ele depende de nós para conquistar em seu nome." Página 242 

Eu tirei uma estrela do livro por gostos pessoais mesmo, não foi pela escrita da autora nem pela essência da história, esses fatores são ótimos, tudo é muito bem construído e muito bem encaminhado. Espero que tenham gostado meninas, super beijo!
Só para garantir 0

Nenhum comentário:

Postar um comentário